Notícias

Veja as novidades sobre a Mediação Imobiliária e alguns conselhos que poderá usar na altura de compra, aluguer ou venda do seu imóvel.

Ir viver para o interior mais atrativo: guia dos novos benefícios fiscais em vigor

O Governo lançou um conjunto de medidas de apoio às famílias, empresas e investimento, mas também à silvicultura.

A pandemia da Covid-19 tem estado a despertar um novo interesse pelas zonas menos densificadas. E há agora boas notícias para quem esteja a pensar mudar de vida e trocar as cidades por zonas menos urbanas. O Governo quer, exatamente, atrair mais cidadãos para o interior do país e criou um programa de apoio para o efeito. Já disponibilizou, de resto, um guia que sistematiza todos os benefícios em vigor para estes territórios, desde os apoios fiscais para as famílias, às empresas e ao investimento, mas também à silvicultura. O idealista/news preparou um resumo com o essencial sobre o Guia Fiscal do Interior publicado na página do Executivo, para quem possa considerar um novo futuro no pós-Covid-19.

Para as famílias que transfiram residência permanente para estas zonas está previsto um aumento do limite das deduções em IRS durante 3 anos. Entre os incentivos às Pequenas e Médias Empresas (PME), destaca-se ainda a taxa reduzida de IRC, de 12,5% para os primeiros 25.000 euros de matéria coletável, um incentivo ao reinvestimento dos lucros através de uma majoração de 20% dos benefícios previstos no regime de Dedução por Lucros Retidos e Reinvestidos (DLRR) e condições mais favoráveis do regime fiscal para atração do investimento, através de deduções à coleta de IRC mais elevadas.

Os apoios preveem ainda isenções de IMT e IMI para imóveis localizados em áreas florestais e majoração dos gastos (em IRC e IRS) com manutenção e defesa da floresta, entre outros, bem como incentivos aos estudantes inscritos em Instituições de Ensino do interior, nomeadamente através da contabilização das rendas como despesas de educação e da majoração dos gastos em educação.

O Guia Fiscal do Interior foi elaborado pela secretaria de Estado da Valorização do Interior e pela secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais, com o apoio da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT). A versão integral do documento está disponível aqui.

Fonte ImoLeite:   (01.06.2020)

NÃO PERCA NENHUMA OPORTUNIDADE
Subscreva a nossa Newsletter
Subscreva!

CONTACTE-NOS