Notícias

Veja as novidades sobre a Mediação Imobiliária e alguns conselhos que poderá usar na altura de compra, aluguer ou venda do seu imóvel.

Humidade em casa: como atacar este problema

O uso de um desumidificador pode ser uma boa solução, mas há cuidados a ter para que seja eficiente. No Deco Alerta explicamos tudo

O frio está de volta e a chuva também já marcou presença no outono de 2019. Com este tempo, vem, muitas vezes, um problema chamado humidade, que afeta muitas casas em Portugal e tem efeitos negativos no conforto do lar e saúde quem lá vive. Para ajudar a prevenir o agravamento destas situações, o uso de um desumidificador pode ser uma boa solução. Mas para que seja eficiente no combate aos fungos e manchas, há cuidados a ter. Hoje explicamos-te tudo no Deco Alerta.

Esta rubrica semanal é destinada a todos os consumidores em Portugal, sendo assegurada pela Deco – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor para o idealista/news. Envia a tua questão para a Deco, por email para decolx@deco.pt ou por telefone para 00 351 21 371 02 20.

A minha casa é muito húmida e todos os invernos lutamos contra paredes escuras e com fungos provocados pelo excesso de humidade. Estamos a pensar em várias soluções e uma dela é a compra de um desumidificador. O que me podem informar e aconselhar?

O teu problema é comum a muitos portugueses e a solução que apontas é um bom princípio para diminuir a humidade em casa.

Estes equipamentos não exigem muita manutenção, mas convém seguir alguns cuidados para garantir um bom funcionamento. Comecemos pela capacidade do reservatório onde fica armazenada a água:

Se a capacidade for muito pequena, o equipamento é pouco prático, pois terás de o esvaziar várias vezes. Os desumidificadores com capacidade de extração diária entre 10 e 12 litros por dia são recomendados para divisões entre 20 e 25 metros quadrados. Para divisões entre 35 e 40 metros quadrados, aconselhamos-te um aparelho com capacidade de extração diária entre 16 e 20 litros por dia.

Outra função importante, sobretudo para quem vive em zonas frias, é o “defrost control” que impede o congelamento do aparelho caso a divisão fique com temperaturas muito baixas.

O higróstato é o componente que mede e permite regular a humidade. É importante poder regulá-lo com precisão, para definir as condições desejadas. Há que preferir um aparelho com um higróstato digital: revela a humidade relativa no espaço e permite definir o valor desejado. Quando este é alcançado, o aparelho desliga. Volta a ligar-se quando o teor de humidade ultrapassa o introduzido. Nos modelos com higróstato mecânico não é possível definir o valor pretendido.

A questão do transporte também é importante, caso pretendas levar o desumidificador para várias divisões da casa. Por isso, verifica se o aparelho não é muito pesado e, de preferência, se tem uma pega ou rodas para facilitar o transporte.

Dicas para usar e conservar o desumidificador:
Verifica se não há cortinas ou móveis a bloquear a parte da frente ou a traseira do aparelho. Este deve ficar assente numa superfície plana e num local onde o ar circule com facilidade. Alguns fabricantes aconselham a deixar, pelo menos, 50 cm entre o desumidificador e qualquer outro objeto.
Fecha as portas e as janelas da divisão, para impedir a entrada de ar novo. Deste modo, conseguirás desumidificar a divisão com maior rapidez e eficácia.
Se tiver crianças em casa, certifica-te de que não introduzem objetos nas entradas e saídas de ar do equipamento. Podem danificar o aparelho.
Limpa os filtros com frequência, seguindo a recomendação do fabricante. Desliga o desumidificador, antes de o limpar ou aos acessórios. Se for um filtro lavável, verifica se está bem seco, antes de colocá-lo no equipamento.
Toma precauções antes de guardar o desumidificador, se não o vais usar durante algum tempo. Começa por limpar o filtro e o reservatório de água. Tapa o equipamento, para evitar a acumulação de pó, e guarda-o num local fresco e seco.

Fonte ImoLeite: https://www.idealista.pt/news/financas/lar/2019/12/02/41689-humidade-em-casa-como-atacar-este-problema (03/12/2019)

NÃO PERCA NENHUMA OPORTUNIDADE
Subscreva a nossa Newsletter
Subscreva!

CONTACTE-NOS