Notícias

Veja as novidades sobre a Mediação Imobiliária e alguns conselhos que poderá usar na altura de compra, aluguer ou venda do seu imóvel.

Com reembolsos a chegar, seis ideias para investir “bem” o IRS

Antes de pensar já em investir, não se esqueça das suas prioridades.

Esta semana foram emitidos mais de meio milhão de reembolsos, pelo que o dinheiro já está a chegar (ou já chegou) à conta de muitos contribuintes. E agora, a questão é sobre o que fazer com o reembolso, isto é, caso tenha direito a ele.

Se não sabe o que fazer com o dinheiro ou quer dar-lhe uma boa utilização, consulte as seis dicas do EI, o portal de literacia financeira da Associação Mutualista Montepio.

Notícias ao Minuto explica-lhe neste artigo como saber se o seu reembolso já foi emitido e como consultar o seu estado.

1. Saldar dívidas – “Em primeiro lugar, aproveite para liquidar créditos, se os tiver. O seu orçamento familiar agradece. Se o valor do reembolso do IRS for insuficiente para saldar todas as dívidas, dê prioridade às que estão associadas a taxas de juro mais elevadas, como é o caso do cartão de crédito e do crédito pessoal.”

2. Criar um fundo de emergência – “Se ainda não tem um fundo de emergência, este pode ser um destino adequado para o seu reembolso do IRS – ou parte dele. O objetivo é estar preparado para fazer face a imprevistos como uma situação de desemprego, uma despesa médica avultada, uma reparação grave no carro ou em casa, entre outros cenários. Que quantia deve colocar de parte? De acordo com os especialistas em finanças pessoais, o fundo de emergência deve ser equivalente a pelo menos seis salários e permitir cobrir as suas despesas habituais durante um semestre num cenário de perda inesperada da sua fonte de rendimentos.”

3. Começar ou fortalecer uma poupança – “Se não tem dívidas, deve canalizar o dinheiro recebido para a poupança, quer seja para começar a constituir um “pé-de-meia” ou reforçar um aforro já existente. Os motivos são muitos: assegurar o futuro dos filhos, preparar a reforma, fazer uma viagem, comprar um carro novo, etc.”

4. Reforçar o orçamento para as férias – “Se não tem dívidas, já possui um fundo de emergência e a poupança está bem encaminhada, aproveite o reembolso do IRS para as férias. Desfrutar de uns dias numa praia paradisíaca com a família, por exemplo, poderá ser um bom destino a dar à devolução do seu imposto.”

5. Investir na casa – “A sua casa é amiga do ambiente e da sua carteira? A pensar em poupanças futuras, aplique algum dinheiro do reembolso do IRS na compra de eletrodomésticos energeticamente mais eficientes, por exemplo. Pensa vender a sua casa? Faça-lhe um upgrade antes de a colocar à venda. Encaminhe o montante que recebeu do Estado para alguma reparação ou obra que possa valorizar o imóvel e facilitar a sua transação.”

6. Aumentar competências e conhecimentos – “Utilize o reembolso do IRS para pagar uma pós-graduação, um mestrado ou um doutoramento que o valorize profissionalmente. Em alternativa, pode fazer um curso de línguas. Falar bem um idioma estrangeiro ou vários é também uma mais-valia num curriculum.”

Fonte ImoLeite: https://www.noticiasaominuto.com/economia/1233739/com-reembolsos-a-chegar-seis-ideias-para-investir-bem-o-irs (16.04.2019)

NÃO PERCA NENHUMA OPORTUNIDADE
Subscreva a nossa Newsletter
Subscreva!

CONTACTE-NOS